História Ambiental dos Imigrantes Italianos e seus Descendentes na Região de Colonização Italiana no Vale do Taquari/RS

  • Janaíne Trombini Universidade do Vale do Taquari, UNIVATES, Brasil.
  • Luís Fernando da Silva Laroque Universidade do Vale do Taquari, UNIVATES, Brasil.
Palavras-chave: História Ambiental, Descendentes de Italianos, Vale do Taquari

Resumo

Os imigrantes italianos que chegaram a partir das últimas décadas do século XIX no Rio Grande do Sul e no Vale do Taquari são provenientes do norte da Itália e foram instalados na porção territorial entre os vales do Rio Caí e das Antas. O Vale do Taquari é uma região composta por 36 municípios, dividida em seis microrregiões e situada na porção centro-leste do Rio Grande do Sul. O objetivo deste trabalho é analisar a história ambiental dos imigrantes italianos e seus descendentes na região de colonização italiana no Vale do Taquari. A metodologia da pesquisa é qualitativa e os procedimentos metodológicos consistiram na revisão bibliográfica, pesquisa documental e de campo com famílias de descendência italiana. Os dados levantados e analisados demonstraram que a história ambiental deste grupo étnico acarretou impactos ao ambiente por meio da derrubada e queima da mata, diminuição de espécies animais e pela rotação dos cultivos.

Biografia do Autor

Janaíne Trombini, Universidade do Vale do Taquari, UNIVATES, Brasil.
Doutorado em andamento em Ambiente e Desenvolvimento pela Universidade do Vale do Taquari, UNIVATES, Brasil. Mestrado em Ambiente e Desenvolvimento pela Universidade do Vale do Taquari, UNIVATES, Brasil.
Luís Fernando da Silva Laroque, Universidade do Vale do Taquari, UNIVATES, Brasil.
Doutorado em História pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos, UNISINOS, Brasil. Professor na Universidade do Vale do Taquari, UNIVATES, Brasil.

Referências

Alberti V 2004. Ouvir contar: textos em História Oral. Rio de Janeiro, 204 pp.
Barden J et al. 2002. A Economia do Rio Grande do Sul no Período entre 1920 e 1940: uma análise da região do Vale do Taquari. Estudo & Debate 8(2):7-55.
Battistel AI, Costa R 1983. Assim vivem os italianos: religião, música, trabalho e lazer. EST/EDUC, Porto Alegre/Caxias do Sul, 1200 pp.
Bozzetto JA 2004. Ilópolis: Origens e raízes. Grafocem, Lajeado (RS), 144 pp.
Bublitz J 2004. A Eco -História da Colonização Italiana no Rio Grande do Sul. Revista Métis 3(6):179-200.
Bublitz J 2010. Forasteiros na floresta subtropical: uma história ambiental da colonização européia no Rio Grande do Sul. Tese de Doutorado, Universidade Federal do Rio de Janeiro, 203 pp.
Castoldi AP 2016. Imigrantes italianos e seus descendentes nas Microrregiões Norte e Leste do Vale do Taquari/RS e suas relações com a História Ambiental. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade do Vale do Taquari – Univates, Lajeado, 116 pp.
Cristófoli IE 2015. Nova Bréscia: Ontem, hoje e sempre. Prefeitura Municipal de Nova Bréscia, 124 pp.
Crosby AW 2011. Imperialismo ecológico: a expansão biológica da Europa, 900-1900. Companhia da Letras, São Paulo, 375 pp.
De Boni LA, Costa R 1982. Os italianos do Rio Grande do Sul. EST/EDUC, Porto Alegre/Caxias do Sul, 280 pp.
Dean W 1996. A Ferro e Fogo. A história e a devastação da Mata Atlântica brasileira. Companhia das Letras, São Paulo, 484 pp.
Drummond JA 1991. A História Ambiental: temas, fontes e linhas de pesquisa. Estudos Históricos 4(8):177-197.
Franzina E 2006. A grande emigração: o êxodo dos italianos do Vêneto para o Brasil. Editora Unicamp, Campinas, 480 pp.
Frosi VM, Mioranza C 1975. Imigração italiana no nordeste do Rio Grande do Sul: processos de Formação e Evolução de uma Comunidade Ítalo-Brasileira. Porto Alegre, 83 pp.
Gerhardt M 2013. História Ambiental da erva-mate. Tese de Doutorado,. Universidade Federal de Santa Catarina, pp. 290.
Gerhardt M 2014. História ambiental, colonização e genealogia. História: Debates e Tendências 14(1):124-140.
Giron LS, Herédia V 2007. História da imigração italiana no Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 136 pp.
Godoy AS 1995. Introdução a pesquisa qualitativa e suas possibilidades. Revista de Administração de Empresas 25(2):57-63.
Herédia V 2001. A imigração europeia no século passado: o programa de colonização no Rio Grande do Sul. Revista Eletrónica de Geografia e Ciencias Sociales (94):11pp. [Acesso em 12 abr de 2016]. Disponível em: http://revistes.ub.edu/index.php/ScriptaNova/article/view/335.
Iotti LH 2001. Imigração e colonização: legislação de 1747-1915. Assembléia Legislativa do Estado do RS/EDUCS, Porto Alegre/Caxias do Sul, 864 pp.
Karam EMC 1992. Raízes da Colonização: em destaque a Colônia Guaporé e o município de Dois Lajeados. Corag, Porto Alegre, 252 pp.
Kreutz MR et al. 2011. Arroio do Meio: entre rios e povos. Lajeado, 319 pp.
Lakatos EM, Marconi MA 1996. Técnicas de pesquisa: planejamento e execução de pesquisas, amostragens e técnicas de pesquisas, elaboração, análise e interpretação de dados. Atlas, São Paulo, 310 pp.
Manfroi O 2001. A colonização italiana no Rio Grande do Sul: implicações econômicas, políticas e culturais. EST, Porto Alegre, 218 pp.
Neves JL 1996. Pesquisa qualitativa: características, usos e possibilidades. Caderno de Pesquisas em Administração 1(3):.
Pádua JA 2010. As bases teóricas da história ambiental. Estudos avançados 24(68):81-101
Pollak M 1992. Memória, esquecimento, silêncio. Estudos Históricos 2(3):3-15.
Portelli A 2010. Ensaios de história oral. Letra e Voz, São Paulo, 258 pp.
Trento A 1988. Do outro lado do Atlântico: um século de imigração italiana no Brasil. Nobel, São Paulo, p.77-98.
Trombini J 2016. Imigrantes italianos e seus descendentes na Microrregião Oeste do Vale do Taquari: história ambiental e práticas culturais. Dissertação de Mestrado, Universidade do Vale do Taquari – Univates, Lajeado, pp.229.
Trombini J, Kreutz M 2015a. Mapa da Colonização do Vale do Taquari/RS. Adaptação a partir de Dutra D, Laroque LF, Eckert R 2012. [Acesso em 14 set de 2015]. Banco de dados CODEVAT disponível em: http://codevat.com.br/documentos/5/?mapas.html
Trombini J, Kreutz M 2015b. Mapa com a localização das Microrregiões do Vale do Taquari. Adaptação a partir do mapa do acervo do Projeto Desenvolvimento Econômico e Sociocultural na Região Vale do Taquari. Univates, Lajeado.
Trombini J, Laroque LF, Castoldi AP 2017. As companhias colonizadoras no processo da imigração italiana em territorialidades do Vale do Taquari/Rio Grande do Sul. Clio: Revista de Pesquisa Histórica 35(2):178-200.
Wolf S 2016. Arqueologia Jê no Alto Forqueta/RS e Guaporé/RS: um novo cenário para um antigo contexto. Tese de Doutorado, Universidade do Vale do Taquari – Univates, Lajeado, pp.353.
Worster D 1991. Para fazer história ambiental. Estudos Históricos 4(8):198-215.
FONTE DE DADOS
DC1 (Diário de campo 1) de 20/07/2017. Pesquisa de campo com descendente imigrante de italiano. Linha Alegrete – Dois Lajeados. Projeto de Pesquisa Identidades étnicas em espaços territoriais da Bacia Hidrográfica do Taquari-Antas/RS: história, movimentações e desdobramentos socioambientais. Lajeado. Univates. 20 jul. 2017. 6 pp.
DC2 (Diário de campo 2) de 01/09/2017. Pesquisa de campo com descendentes de imigrante de italiano. Linha São Francisco – Ilópolis. Projeto de Pesquisa Identidades étnicas em espaços territoriais da Bacia Hidrográfica do Taquari-Antas/RS: história, movimentações e desdobramentos socioambientais. Lajeado. Univates. 01 set. 2017. 4 pp.
DC3 (Diário de campo 3) de 01/09/2017. Pesquisa de campo com descendente imigrante de italiano. Linha São José – Arvorezinha. Projeto de Pesquisa Identidades étnicas em espaços territoriais da Bacia Hidrográfica do Taquari-Antas/RS: história, movimentações e desdobramentos socioambientais. Lajeado. Univates. 01 set. 2017. 5 pp.
E1 (Entrevista 1). depoimento [08 mai. 2015, 22 pp.]. Comunidade Bela Vista do Fão, Marques de Souza/RS. Entrevistadores: Equipe do projeto. Lajeado (RS): s.e., 2015. Gravação em máquina digital. Entrevista concedida ao Projeto de Pesquisa Desenvolvimento Econômico e Sociocultural na Região Vale do Taquari. Univates, Lajeado.
E2 (Entrevista 2). depoimento [05 fev. 2016, 20 pp.]. Comunidade Três Saltos Alto, Travesseiro/RS. Entrevistadores: Equipe do projeto. Lajeado (RS): s.e., 2015. Gravação em máquina digital. Entrevista concedida ao Projeto Identidades Étnicas em Espaços Territoriais da Bacia Hidrográfica Taquari-Antas RS: História, Movimentações e Desdobramentos Socioambientais. Univates, Lajeado.
E3 (Entrevista 3). depoimento [30 jul. 2015, 17 pp.]. Comunidade Forqueta/Pouso Novo/RS. Entrevistadores: Equipe do projeto. Lajeado/RS: s.e., 2015. Gravação em máquina digital. Entrevista concedida ao Projeto Identidades Étnicas em Espaços Territoriais da Bacia Hidrográfica Taquari-Antas RS: História, Movimentações e Desdobramentos Socioambientais. Univates, Lajeado.
E4 (Entrevista 4). depoimento [03 mai. 2016, 26 pp.]. Comunidade Três Salto Médio, Travesseiro/RS. Entrevistadores: Equipe do projeto. Lajeado/RS: s.e., 2016. Gravação em máquina digital. Entrevista concedida a Equipe do Projeto. Projeto de Pesquisa Desenvolvimento Econômico e Sociocultural na Região Vale do Taquari. Univates, Lajeado.
Publicado
2019-09-01
Como Citar
Trombini, Janaíne, e Luís Fernando da Silva Laroque. 2019. História Ambiental Dos Imigrantes Italianos E Seus Descendentes Na Região De Colonização Italiana No Vale Do Taquari/RS. Fronteiras: Journal of Social, Technological and Environmental Science 8 (3), 135-56. https://doi.org/https://doi.org/10.21664/2238-8869.2019v8i3.p135-156.