Experiências e Práticas Científicas de Cultivo Agrícola na Colônia Orfanológica Blasiana no Século XIX

  • Hamilton Matos Cardoso Júnior Universidade Estadual de Goiás, UEG, Brasil.
Palavras-chave: Espaço Agrário, Ensino Agrícola, Joseph de Melo Alvares

Resumo

A Colônia Orfanológica Blasiana (1881-1895) foi uma instituição voltada para a instrução de crianças negras desvalidas, que também se empenhou em modernizar e diversificar práticas de produção agrícola. Procurou aplicar técnicas inovadoras de cultivo em substituição aos métodos rotineiros de cultivo agrícola. Recebeu visitas de autoridades políticas e religiosas, bem como de jornalistas que deixaram relatos sobre as atividades agrícolas praticadas na instituição, tais como: as formas de plantio, de irrigação e sobre o que se cultivava. Este trabalho tem como objetivo analisar essa instituição por meio de citações em jornais oitocentistas, contribuindo para os estudos sobre a modernização agrícola em Goiás. Para isso, recorreu-se à pesquisa bibliográfica e análise de documentos arquivados na Biblioteca Nacional. Conclui-se que a Colônia Orfanológica Blasiana foi uma instituição pioneira voltada a práticas de experimentação de técnicas inovadoras no cultivo agrícola, introduzindo novos conceitos, métodos e culturas no espaço agrário em Goiás.

Biografia do Autor

Hamilton Matos Cardoso Júnior, Universidade Estadual de Goiás, UEG, Brasil.
Mestrado em Territórios e Expressões Culturais no Cerrado pela Universidade Estadual de Goiás, UEG, Brasil.

Referências

Álvares JM 1883. O Apostolo. Rio de Janeiro. [acesso jul. 2013]. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=343951&pesq=Colonia%20Blaziana&pasta=ano%20188.
Álvares JM 1911. Santa Luzia: descripção historica, politica e geographica. O Planalto, 2 (53): 3. [acesso 22 abr. 2015]. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/docreader.aspx?bib=720020& PagFis=251.
Bediaga BEH 2011. Marcado pela própria natureza: o Imperial Instituto Fluminense de Agricultura e as ciências agrícolas. Tese de Doutorado (Ensino e História de Ciências da Terra), Universidade Estadual de Campinas. Campinas, São Paulo, 265 pp.
Bertran P 2000. História da terra e do homem no Planalto Central: eco-história do Distrito Federal. Verano, Brasília.
Boletim da Alfândega do Rio de Janeiro 1887. LEI N. 3.349 – de 20 de outubro de 1887. Rio de Janeiro, de 24 nov. 1887. [acesso jan. 2015]. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/ docreader.aspx?bib=070378&PagFis=1260.
Carmo AG 1939. Considerações históricas sobre a agricultura no Brasil. Ministério da Agricultura – Serviço de Publicidade Agrícola, Rio de Janeiro.
Cirne MB, Souza AGSM 2014. Pousio: o que é e quais são os seus possíveis reflexos nas questões ambientais. Revista Veredas do Direito, 11(21):75-106. [acesso nov. 2016]. Disponível em: http://www.egov.ufsc.br/portal/sites/default/files/pousio.pdf.
Coelho CN 1998. O princípio do desenvolvimento sustentado na agricultura brasileira. Revista de política agrícola, 7(2): 2-17. [acesso nov. 2016]. Disponível em: https://seer.sede.embrapa.br/index.php/RPA/ article/view/209/172.
Correio Official 1882. Goiás, 28 de Outubro, 1882. [acesso jul. 2013]. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/docreader.aspx?bib=167487&pesq=Colonia%20Blasiana
Correio Official 1883. Goiás, 10 de Fevereiro de 1883. [acesso jul. 2013]. Disponível em: http://memoria.bn.br/pdf/167487/per167487_1883_00006.pdf.
Dean W 1996. A ferro e fogo: a história e a devastação da Mata Atlântica brasileira. Companhia das Letras, São Paulo.
Diário de Belém 1884. Belém do Pará, 11 de Novembro, 1884. [acesso jul. 2013]. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/docreader.aspx?bib=222402&pesq=Blasiana.
Diário do Brasil 1881. Rio de Janeiro, 30 de Novembro, 1881. [acesso Jul. 2013]. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/docreader.aspx?bib=225029&pasta=ano%20188&pesq=Blasiana.
Estevam LA 1997. O tempo da transformação: estrutura e dinâmica da formação econômica de Goiás. Tese de Doutorado (Instituto de Economia), Universidade de Campinas, Campinas, 180 pp.
Ferraro MR 2005. A gênese e da silvicultura moderna no Estado de São Paulo. Dissertação de Mestrado (Agricultura), Universidade de São Paulo, Piracicaba, 106 pp.
Ferraro MR 2012. Ciência, meio ambiente e cultura na Belle Époque paulista: o “day after” da lavoura cafeeira. Tese de Doutorado (Ciências), Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 332 pp.
Gazeta de Notícias 1883. Conferências Pedagógicas. Rio de Janeiro, 24 de Dezembro, 1883. [acesso jul. 2013]. Disponível: em: http://memoria.bn.br/DocReader/docreader.aspx?bib=103730_02&pasta= ano%20188&pesq=Colonia%20Blaziana.
Genettes RH 1882. A Tribuna Livre, Goiás. [acesso jul. 2013]. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/docreader.aspx?bib=717592&pasta=ano%20188&pesq=Colonia%20Blaziana.
Jornal da Cidade do Rio 1896. Rio de Janeiro, 30 de janeiro de 1896. [acesso jul. 2013]. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/docreader.aspx?bib=085669&PagFis=341.
Leal O 1980. Viagem às Terras Goyanas (Brazil Central). Editora da Universidade Federal de Goiás, Goiânia.
Marin JOB 2006. Revista Profissionalizante em Goiás: A experiência pioneira da Colônia Blasiana. Inter-Ação: Revista da Faculdade de Educação da UFG, 31:111-137.
Murari L 2002. As Concepções de Sertão na Literatura Brasileira. Tese de Doutorado (Faculdade de Filosofia Ciências e Letras), Universidade de São Paulo, São Paulo, 487 pp.
O Globo 1883. Associação Promotora da Instrução. Rio de Janeiro, 5 de Fevereiro, 1883. [acesso jul. 2013]. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/docreader.aspx?bib=369381&pasta=ano% 20188&pesq=Colonia%20Blasiana.
Revista de Engenharia 1887. Plano de Estábulos. [acesso jul. 2013]. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/docreader.aspx?bib=709743&pesq=Blaziana.
Rocha FF 2007. Cultura e educação de crianças negras em Goiás. Dissertação de Mestrado (Educação), Universidade Católica de Goiás, Goiânia, 120 pp.
Sávio T 1911. O futuro de Santa Luzia. O Planalto, 1(52):4. [acesso jul. 2013]. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/docreader.aspx?bib=720020&PagFis=244.
Silva CM 2009. Agricultura e cooperação internacional: a atuação da American Internatinal Association for Economic and Social Development (aia) e os programas de modernização no Brasil (1946-1961). Tese de Doutorado (História das Ciências e da Saúde), Casa de Oswaldo Cruz-Fiocruz, Rio de Janeiro, 226 pp.
Publicado
2019-09-01
Como Citar
Cardoso Júnior, Hamilton Matos. 2019. Experiências E Práticas Científicas De Cultivo Agrícola Na Colônia Orfanológica Blasiana No Século XIX. Fronteiras: Journal of Social, Technological and Environmental Science 8 (3), 221-41. https://doi.org/https://doi.org/10.21664/2238-8869.2019v8i3.p221-241.