Identificação de novos fármacos contra a doença de Chagas através de estratégia de genômica e bioinformática

  • Juliana Rodrigues
  • Nayara Rodrigues Alves
  • Fernanda Galdino da Silva
  • Pedro Vitor Lemos Cravo

Resumo

A doença de Chagas, causada peloTrypanosoma cruzi, acarreta elevada mortalidade e morbilidade em regiões tropicais e subtropicais. Na ausência de uma vacina eficaz, o seu controle é dependente do tratamento de pacientes.Entretanto, apenas dois fármacos, benzinidazole e nifurtimox, são oficialmente utilizados. Contudo, estes são incapazes de gerar cura e apresentam elevada toxicidade. Neste sentido, o trabalhoteve como objetivo identificar novas terapias contra a doença de Chagas, fazendo-se uso de uma aproximação bioinformática. Foi primariamente utilizada a base de dados do genoma doT.cruzi para selecionar potenciais alvos terapêuticos envolvidos em mecanismos de transporte intracelular. Depois cada um dos alvos terapêuticos selecionados foi introduzido em duas bases de dados que permitiram identificarfármacos baseando-se no critério de homologia com proteínas de outras espécies paraas quais já existem drogas eficazes. Este processo permitiu identificar dez novas drogas com o potencial de eliminar ou inibir o crescimento do parasita.Palavras chave: Chagas; Trypanosoma cruzi; Fármacos; Genômica; Bioinformática.

Biografia do Autor

Juliana Rodrigues
Mestre em Ecologia e Evolução pela Universidade Federal de Goiás. Professora da Universidade Estadual de Goiás e Professora da Faculdade Anhnaguera de Anápolis, Brasil.
Nayara Rodrigues Alves
Graduada em Farmácia pela Faculdade Montes Belos.
Fernanda Galdino da Silva
Mestre em Ciências Ambientais pelo Centro Universitário de Anápolis, UniEVANGÉLICA. Professora da Universidade Estadual de Goiás, Brasil.
Pedro Vitor Lemos Cravo
Doutor em Genética pela Universidade de Edimburgo, Reino Unido. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2. Professor da Universidade Federal de Goiás, Brasil.

Referências

Bispo NA, Culleton R, Silva LA, Cravo P 2013. A Systematic In Silico Search for Target Similarity Identifies Several Approved Drugs with Potential Activity against the Plasmodium falciparum Apicoplast. PLoS ONE 8(3): e59288. doi:10.1371/journal.pone.0059288
Coura JR, Borges-Pereira J 2012. American trypanosomiasis (Chagas disease). Chagas disease. What is known and what should be improved: a systemic review. Rev Soc Bras Med Trop. 45(3):286-96
Knox C, Law V, Jewison T, Liu P, Ly S et al. 2011. DrugBank 3.0: a comprehensive resource for 'omics' research on drugs. Nucleic Acids Res. 39(Database issue):D1035-41.
Neves BJ, Braga RC, Bezerra JCB, Cravo P, Andrade CH 2014. In Silico Repositioning Chemogenomics strategy identifies New Drugs with potential activity Against Multiple Life Stages of Schistosoma Mansoni. Submetido a PLOS Neglected Diseases.
Rassi A Jr, Rassi A, Marcondes de Rezende J 2012. American trypanosomiasis (Chagas disease). Infect Dis Clin North Am. 26(2):275-91
Ribeiro I, Sevcsik A-M, Alves F, Diap G, Don R, et al. 2009. New, Improved Treatments for Chagas Disease: From the R&D Pipeline to the Patients. PLoS Negl Trop Dis 3(7): e484.
Sleigh SH, Barton CL 2010. Repurposing Strategies for Therapeutics. PharmMed 24 (3): 151–159
Solomon CJ 2011. First Century of Chagas’ Disease: An Overview on Novel Approaches to Nifurtimox and Benznidazole Delivery Systems. J Pharmaceutical Sci. 101, 888-894.
Zhu F, Shi Z, Qin C, Tao L, Liu X et al. 2012. Therapeutic target database update 2012: a resource for facilitating target-oriented drug discovery. Nucleic Acids Res. 40(D1): D1128-1136
Publicado
2015-07-31
Seção
Dossiê - História, Saúde e Meio Ambiente