Rastreamento de doenças vasculares: um relato de experiência sobre ação social em Goiânia - Goiás

  • Bianca Mendonça Reis
  • Bruno Carraro
  • Caroline Borges de Assis
  • Gabriela El Bazi
  • Millena Batistela Pereira
  • Ravy Soares Álvares
  • João Beltrão Barros

Resumo

RESUMO: No Brasil as doenças vasculares representam grande parte dos óbitos,apesar desses números terem declinado com a abrangência do rastreio de doençascrônicas não transmissíveis. Diante do exposto, esse trabalho tem como objetivorelatar uma experiência de alunos de medicina em uma ação social que buscourealizar o rastreamento de casos potencialmente graves dada insuficiência venosacrônica na cidade de Goiânia (Goiás). Utilizou-se o método da triagem, no qual aanamnese era conduzida por acadêmicos da área médica e, conforme necessidade,os pacientes eram encaminhados para a realização de exames complementares. Éessencial a existência de ações sociais nesse molde, pois permitem identificar e tratarpreviamente pacientes que poderiam ter graves complicações pela falta deinformação e acesso a consulta médica, além de auxiliar o governo tanto nadetecção desses novos pacientes com insuficiência venosa, quanto naimplementação das políticas públicas que ofertam uma expectativa da melhoria devida dessa parcela da população.
Publicado
2020-06-22
Seção
RESUMOS - Envelhecimento e Epidemiologia das Doenças Crônicas Não Transmissiveis