Fatores que influenciam no desenvolvimento da depressão pós-parto (DPP)

  • Isadora Vilela Rodovalho
  • Laura Silva Migliavacca
  • Maria Beatriz Queiroz Labre
  • Mariana Vieira de Andrade
  • Sarah Gomes e Silva
  • Erasmo Eustáquio Cozac

Resumo

RESUMO: A depressão pós-parto (DPP) é um transtorno psiquiátrico caracterizado por alterações persistentes de humor deprimido no momento de grande instabilidade que é a gestação e o puerpério, devido às diversas mudanças físicas, hormonais e psicológicas. Tendo em vista a gravidade dessa patologia, é muito importante a detecção da mesma para que haja um tratamento adequado e que não tenha grandes prejuízos para a relação mãe/filho. O objetivo dessa pesquisa foi descrever os fatores psicossociais e biológicos relacionados ao desenvolvimento da DPP. Como metodologia, foi realizada uma pesquisa na Biblioteca Virtual de Saúde (BVS) com o uso dos descritores Ciências da Saúde (LILACS): “depressão” AND “pós-parto”, e foram selecionados cinco artigos publicados entre os anos de 2015 e 2019. Entre os principais fatores encontrados, podemos citar: gestante solteira, conflitos conjugais, histórico familiar de depressão, gravidez não programada, ser usuária de drogas e álcool, idealização do bebê e histórico familiar de doenças mentais, rotura prematura de membranas ovulares, diabetes e hipertensão gestacional, trabalho de parto prematuro, infecção urinária, hepatite, pneumonia, gestação gamelar e oligodramnia (redução do líquido amniótico).  
Publicado
2019-11-23
Seção
RESUMOS - Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente