Diabetes e obesidade e sua relação com o desenvolvimento da microbiota intestinal do recém nascido

  • Débora Borges de Oliveira Silva
  • Eduardo Henrique Mendes Rezende
  • Guilherme do Vale Bessa
  • Kamylla Borges Santos
  • Miguel Carlos Azevedo Cruz
  • Aline de Araújo Freitas

Resumo

RESUMO: O desenvolvimento da microbiota tem ampla relação com a incidência de doenças autoimunes, diabetes e obesidade. Essa revisão objetiva discutir a relação entre o desenvolvimento da microbiota intestinal e doenças autoimunes, obesidade e diabetes. Comparativamente, neonatos que não possuem um correto desenvolvimento da microbiota terão maior chance de desenvolver doenças haja visto que quanto a obesidade, as evidências comprovaram que a microbiota intestinal materna afeta a microbiota intestinal inicial do bebê e essa pode desempenhar um papel causal no desenvolvimento da obesidade, por fatores como o peso pré-gestacional e o ganho de peso gestacional (GWG). Já quanto a diabetes, a imunomodulação da microbiota intestinal desce o início da vida influencia no desenvolvimento de autoanticorpos contra células beta pancreáticas. Assim, podemos evidenciar que há grande relevância entre o surgimento de doenças da vida infantil e adulta com o desenvolvimento da microbiota intestinal do recém-nascido.  
Publicado
2019-11-23
Seção
RESUMOS - Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente