Utilização de dispositivos virtuais para tratamento de diabetes mellitus

  • Gabriel Guimarães Rocha
  • Giovanna Sales Nogueira Almeida
  • Priscilla Ramos de Alencar Silva
  • Rafaela Martins Ferreira
  • Ruberpaulo de Mendonça Ribeiro Filho
  • Henrique Poletti Zani

Resumo

RESUMO: Diabetes mellitus inclui um grupo de doenças metabólicas caracterizada por quadros de hipoglicemia e hiperglicemia resultante de defeitos na secreção de insulina e/ou em sua ação. A hiperglicemia se manifesta por sintomas como poliúria, polidipsia, perda de peso, polifagia e visão turva ou complicações agudas que podem levar a risco de vida. Sua forma crônica está associada a dano, disfunção e falência de órgãos, principalmente em relação a olhos, rins, nervos, coração e vasos sanguíneos. Hipoglicemia é um distúrbio provocado pela baixa concentração de glicose no sangue, que pode afetar pessoas portadoras de diabetes ou não, de jejum e a hipoglicemia pós-prandial ou reativa, com a primeira ocorrendo antes das refeições e a segunda ocorrendo após as refeições. O presente trabalho tem por objetivo descrever e avaliar os benefícios promovidos pelo uso de diferentes formas dos dispositivos tecnológicos no controle e tratamento do diabetes mellitus. Trata-se de uma revisão integrativa de artigos coletados em plataformas do Public Medline (PubMed), Scientific Eletronic Library Online (Scielo), com a pesquisa dos descritores “diabetes mellitus”, “teenagers”, “mobile health” e “treatment”. Foram utilizados 20 artigos, todos na língua inglesa, com os anos de publicação entre 2015 e 2019, com exceção de dois artigos base, um publicado em 2002 e outro em 2014. Encontrou-se nos artigos o uso de “TeleCoach” e “Telemedicina”. Além desses, foram selecionados outros meios, como “Mensagens de texto (SMS)”, aplicativo “ANODE”, plataforma “M-HEALTH” e o aplicativo “Guardian CGM”. Conclui-se que os métodos ainda estão em fase de desenvolvimento, mas já despontam como uma solução viável para superar as barreiras físicas criadas por métodos tradicionais e arcaicos de tratamentos e para ampliá-los para todos.  
Publicado
2019-11-23
Seção
RESUMOS - Envelhecimento e Epidemiologia das Doenças Crônicas Não Transmissiveis