Depressão pós-parto: detecção precoce e fatores associados

  • Gabrielle Machado de Paula
  • Isabel Silva Araujo Borges
  • Júlia Carneiro Melo Silva
  • Marcela Pepino Correa
  • Erasmo Cozac
Palavras-chave: Depressão pós parto, gravidez, prevenção, diagnóstico, pré-natal, materno

Resumo

A depressão pós-parto (DPP) é um transtorno de humor que se manifesta em mulheres duas semanas após o parto, caracteriza-se por humor deprimido ou perda de interesse e prazer por quase todas as atividades. Assim, com o intuito de realizar uma revisão bibliográfica foram pesquisados 5 artigos que abordam o tema DPP, através da plataforma Google Acadêmico, com o objetivo de apresentar os fatores relacionados e os métodos de prevenção da Depressão Pós-parto. A partir deste estudo foi identificado que o principal agente causador de DPP foi a gravidez não planejada, mas existem outros fatores desencadeantes assim como fatores preventivos de fundamental importância como a orientação, acompanhamento e pré-natal diagnóstico. Dessa forma o presente artigo tem a finalidade de prestar informações e conhecimentos sobre a DPP, para um possível pré-diagnóstico e prevenção da mesma.

Referências

ALMEIDA, Natália Maria de Castro; ARRAIS, Alessandra da Rocha. O Pré-Natal Psicológico como Programa de Prevenção à Depressão Pós-Parto. Psicologia: Ciência e Profissão, v. 36, n. 4; p. 847-863, 2016.

FERREIRA, Cátia et al. Depressão pós-parto: detecção precoce e fatores associados. Acta Obstet Ginecol Port, v.12, n. 4; p. 262- 267, 2018.

GABRIEL, Marília Reginato et al. Depressão pós-parto materna e o envolvimento paterno no primeiro ano do bebê. Aletheia, v.46; p. 50-65, 2015.

MANENTE, Milena Valelongo; RODRIGUES, Olga Maria Piazentin Rolim. Maternidade e Trabalho: Associação entre Depressão Pós-parto, Apoio Social e Satisfação Conjugal. Pensando Famílias, v. 20, n. 1; p. 99-111, 2016.

TEMÓTEO, Mainara Pereira et al; Fatores associados à depressão pós-parto e instrumento para o diagnóstico precoce. III Jornada de Iniciação científica/ IV Seminário Científico da FACIG, 2018.
Publicado
2019-07-02
Seção
RESUMOS - Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente