Narrativas midiáticas de violência e violação dos direitos humanos e o olhar do sujeito receptor Media narratives of violence and violation of human rights and the gaze of the subject receiver

  • Magno Medeiros Universidade Federal de Goiás - UFG

Resumo

Resumo: Como analisar as formas de interpretação desenvolvidas pelo sujeito receptor em face das narrativas da violência midiática? O presente artigo aborda questões metodológicas de pesquisas em que o sujeito de direitos interage dinamicamente com os dispositivos midiáticos, cujos conteúdos e formas de abordagem são marcados sistematicamente pelo desrespeito aos direitos humanos. Para interpretar o olhar do receptor, aproximamo-nos do paradigma holonômico e interacionista. Neste sentido, buscamos a convergência de hermenêuticas (Ricoeur), a exemplo da fenomenologia da imaginação (Bachelard), a antropologia do imaginário (G. Durand) e a sociologia "dionisíaca" do cotidiano (Maffesoli). Nessa perspectiva pretendemos analisar os modos de interpretar o processo de recepção da violência "na" e "da" mídia, desde o ponto de vista dos sujeitos. Busca-se a contribuição da Teoria da Recepção (Martín-Barbero e Orozco Gómez), cujo objetivo é resgatar o sujeito do processo de comunicação, buscando interpretar os espaços de ressemantização e negociação de sentidos. Essa concepção metodológica permitirá, enfim, analisar em profundidade as interfaces interpretativas operadas pelo cidadão em um cenário de violências midiáticas e de violações aos direitos humanos. Palavras-Chave: Violência, Mídia, Direitos Humanos, Teoria da Recepção.  Abstract: how to analyze the ways of interpretation developed by the subject in the face of receiver narratives of media violence? This article discusses methodological issues of research on the subject of rights interacts dynamically with media devices, whose contents and forms of approach are systematically marked by disrespect for human rights. To interpret the look of the receiver, we approach the holonômico paradigm and interacionista. In this sense, we seek the convergence of hermeneutics (Ricoeur), the example of Phenomenology of imagination (Bachelard), the anthropology of the imaginary (g. Durand) and the "Dionysian" sociology of everyday life (Maffesoli). In this perspective we intend to analyze the ways of interpreting the process of reception of violence "on" and "the media", from the point of view of the subject. Search the contribution of the theory of reception (Martín-Barbero and Orozco Gómez), whose goal is to rescue the subject of the communication process, seeking to interpret the ressemantização spaces and negotiation of meaning. This methodological design would allow, anyway, to analyse in depth the interpretative interfaces operated by citizen in a scenario of media violence and human rights violations. Keywords: Violence, media, Human Rights, theory of reception.

Biografia do Autor

Magno Medeiros, Universidade Federal de Goiás - UFG
Doutor pela USP, professor da Faculdade de Informação e Comunicação da Universidade Federal de Goiás, pesquisador e docente do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Direitos Humanos da UFG. E-mail: magno.ufg@gmail.com.

Referências

BACHELARD, Gaston. A poética do espaço. (Col. Os Pensadores). São Paulo: Abril Cultural, 1984.
BACHELARD, Gaston. L'air et les songes: Essai sur l'imagination du mouvement. Paris: Corti, 1965.
BETTELHEIM, B. A psicanálise dos contos de fada. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979.
BOBBIO, Norberto. A era dos direitos. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.
CAMPBELL, J. O poder do mito. São Paulo: Paisagem, 1990.
CASSIRER, E. Filosofia de las formas simbólicas. México: Fondo de Cultura Económica, 1972.
CENECA. Educación para la comunicación. Santiago: Unesco, Unicef, 1992.
DUBORGEL, Bruno. Imaginaire et pédagogie. Paris: Le Sourire qui Mord, 1983.
DURAND, G. A imaginação simbólica. São Paulo: Cultrix, Edusp, 1988.
DURAND, Gilbert. Las estructuras antropológicas de lo imaginario. Madrid: Taurus, 1981.
HABERMAS, J. Teoría de la Ación Comunicativa: complementos y estudios previos. Madrid: Cátedra, 1989.
JUNG, K. G. Símbolos da transformação. Petrópolis, RJ: Vozes, 1986.
MAFFESOLI, M. Dinâmica da violência. (Trad. C.M.V.França). São Paulo: Revista dos Tribunais, 1987 (Biblioteca Vértice).
MAFFESOLI, Michel. A contemplação do mundo. (Trad. Francisco Franke Settineri). Porto Alegre: Artes e Ofícios, 1995.
MAFFESOLI, Michel. No fundo das aparências. (Trad. Bertha Halpern Gurovitz). Petrópolis, RJ: Vozes, 1996.
MARTÍN-BARBERO, J. América Latina e os anos recentes: o estudo da recepção em comunicação social. In SOUSA, M.W. (org.). Sujeito, o lado oculto do receptor. São Paulo, Brasiliense, 1995.
MARTÍN-BARBERO, J. De los medios a las mediaciones. 3ª ed. Naucalpan, México: Gustavo Gili, 1993.
MERLEAU-PONTY, Jean. O olho e o espírito. (Col. Os Pensadores). São Paulo: Abril Cultural, 1980.
OROZCO GÓMES, Guillermo. La investigación en comunicación desde la perspectiva cualitativa. Guadalajara: Facultad de Periodismo y Comunicación Social de Universidad Nacional de La Plata, Instituto Mexicano para el Desarrollo Comunitario, 1997.
OROZCO GÓMEZ, G. La investigación de la Recepción y la Educación para los Medios: Hacia una articulación pedagogica de las mediaciones en el processo comunicativo. In CENECA, Educación para la comunicación. Santiago: Unesco, Unicef, 1992.
OROZCO GÓMEZ, Guillermo. La investigación de la comunicación dentro y fuera de América Latina. Buenos Aires: Facultad de Periodismo y Comunicación Social de Universidad Nacional de La Plata, 1997.
PAULA CARVALHO, J.C. Antropologia das organizações e educação: Um ensaio holonômico. Rio de Janeiro: Imago, 1990.
RICOEUR, P. O conflito das interpretações: ensaios de hermenêutica. Rio de Janeiro: Imago.
SOUSA, M.W. (org.). Sujeito, o lado oculto do receptor. São Paulo, Brasiliense, 1995.
VYGOTSKI, L. Pensamento e linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 1995.
Publicado
2016-12-13