A Importância do Geoprocessamento para a História e o Saber Ambiental

  • Natasha Sophie Pereira Centro Universitário de Anápolis - UniEVANGÉLICA
  • Nilton Correia da Silva Universidade de Brasília
  • Osmar Abílio de Carvalho Júnior Universidade de Brasília
  • Sandro Dutra e Silva Universidade Estadual de Goiás - UEG Centro Universitário de Anápolis - UniEVANGÉLICA

Resumo

A história ambiental é um campo historiográfico relativamente novo. No entanto, seu desenvolvimento no campo científico tem se pautado pela utilização de ferramentas e metodologias que nem sempre foram utilizadas pela historiografia tradicional, sobretudo por lidar, de forma interdisciplinar com o meio ambiente. Esse artigo objetiva relacionar os estudos de geoprocessamento com as questões históricas, evidenciando o exercício do saber ambiental em sua dimensão interdisciplinar, auxiliando na quantificação das mudanças sofridas pelo meio ambiente no decorrer do tempo. Esse artigo procura refletir sobre o papel da tecnologia nas análises temporais para a uso histórico e também para o saber ambiental sobre efeitos perturbadores ao ambiente e à sustentabilidade.Palavras-chave: Geoprocessamento. História Ambiental. Saber Ambiental.

Biografia do Autor

Natasha Sophie Pereira, Centro Universitário de Anápolis - UniEVANGÉLICA
Mestre em Ciências Ambientais pelo Centro Universitário de Anápolis – UniEVANGÉLICA. Professor do Centro Universitário de Anápolis, Brasil
Nilton Correia da Silva, Universidade de Brasília
Doutorado em Geologia pela Universidade de Brasília, Brasil. Professor da Universidade de Brasília, Brasil
Osmar Abílio de Carvalho Júnior, Universidade de Brasília
Doutorado em Geologia pela Universidade de Brasília, Brasil(2000). Professor da Universidade de Brasília, Brasil.
Sandro Dutra e Silva, Universidade Estadual de Goiás - UEG Centro Universitário de Anápolis - UniEVANGÉLICA
Doutorado em História pela Universidade de Brasília. Professor do Centro Universitário de Anápolis, Brasil.

Referências

Alperstedt GD, Souza LR, Raquel I 2009. Estratégia e Gestão Ambiental: Um estudo na indústria de shoppings centers da grande Florianópolis. In Simpósio de Administração da Produção, Logística e Operações Internacionais, 12, [s.l.]. Anais..., FGV-EAESP.
Carvalho APF, Carvalho Júnior OA, Guimarães RF, Martins ES, Rocha VMS, César CS 2002. Análise Multitemporal de Imagens NDVI em Ações de Reforma Agrária. Espaço & Geografia 5(1):139-152.
Carvalho Júnior OA, Guimarães RF, Gillespie AR, Silva NC, Gomes RAT 2011. A New Approach to Change Vector Analysis Using Distance and Similarity Measures. Remote Sensing 3:2473-2493.
Casanova M, Câmara G, Davis C, Vinhas L, Queiroz GR 2005. Banco de Dados Geográficos. Curitiba: MundoGEO.
Drummond JA 1991. A História Ambiental: Temas, Fontes e Linhas de Pesquisa. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, 4(8):177-197.
Florenzano TG 2002. Imagens de Satélites para Estudos Ambientais. São Paulo: Oficina de Textos.
Gonzales RC, Woods RE 2000. Processamento de Imagens Digitais. Tradução RMC Cesar Junior, LF Costa. São Paulo: Editora Blucher.
Lorena RB, Santos JR, Shumabukuro YE 2004. Técnicas de Detecção de Mudanças Aplicada em Imagens de Satélite como Ferramenta de Monitoramento de Uso e Cobertura da Terra na Região da Amazônia Ocidental (Acre). Espaço & Geografia 7(1):47-76.
Meneses PR, Sano EE 2012. Classificação Pixel a Pixel de Imagens. In PR Meneses, T Almeida. Introdução ao Processamento de Imagens de Sensoriamento Remoto. Brasília: UnB/CNPq, cap. 12.
Pádua JA 2010. As Bases Teóricas da História Ambiental. Estudos Avançados 24:81-101.
Pietrafesa JP, Pereira Filho A 2000. A Ruralidade e Modelo de Desenvolvimento na Região Centro Oeste do Brasil: Um breve diagnóstico.
Sausen TM. Sensoriamento Remoto e Suas Aplicações para Recursos Naturais. [cited in 2012 feb 18]. Available in: http://www.inpe.br/unidades/cep/atividadescep/educasere/apostila.htm#tania
Teixeira FR 2008. Detecção de mudanças na paisagem em área de Floresta Tropical Utilizando Técnicas de Sensoriamento Remoto e Imagens LANDSAT TM. Rio de Janeiro: UFRRJ.
Worster D 1991. Para Fazer História Ambiental. Trad. JA Drummond. Estudos Históricos 4(8):198-215.
Publicado
2014-12-28