Palestra - Fontes e metodologias nas pesquisas históricas sobre o Brasil Central

2018-10-09

Palestra: Fontes e metodologias nas pesquisas históricas sobre o Brasil Central.
Dra. Mary Karasch (Oakland University)
Data: 17 de outubro
Horário: 14:00
Local: Sala de Reuniões da Reitoria da UniEVANGELICA, Anápolis
Inscrição: Clique aqui

Mary Karasch, Professora Emérita de História na Oakland University, Estados Unidos, ministrará uma palestra no Centro Universitário de Anápolis, sobre o seu último livro “Before Brasília: Frontier Life in Central Brazil" (University of New Mexico Press, 2016). O livro recebeu menção honrosa no Warren Dean Memorial Prize em 2017, como livro do ano em história do Brasil publicado em língua inglesa. A pesquisadora, que trabalhou neste livro desde 1996, apresentará aos alunos do curso de História Ambiental do Cerrado, ministrado pelo professor Sandro Dutra e Silva, a descrição do seu dedicado trabalho metodológico com as fontes e arquivos históricos sobre a fronteira em Goiás no período colonial. O curso é oferecido em conjunto pelos Programas de Pós-Graduação em Recursos Naturais do Cerrado (Mestrado e Doutorado em Ciências Ambientais) da Universidade Estadual de Goiás (UEG) e Sociedade, Tecnologia e Meio Ambiente do Centro Universitário de Anápolis (Mestrado e Doutorado em Ciências Ambientais). Visitantes poderão se inscrever, por meio de inscrição solidária, mas as vagas serão limitadas.
O seu livro “Slave Life in Rio de Janeiro" (Princeton: Princeton University Press, 1987), foi o vencedor do Prêmio Albert J. Beveridge Award da American Historical Association, como livro do ano publicado em língua inglesa sobre a história dos Estados Unidos, América Latina e Canadá.
“Frontier Life in Central Brazil”, examina as transformações sociais ocorridas na antiga Capitania de Goiás, que abrange hoje os estados de Goiás e Tocantins. Basicamente, ele traça a evolução de uma sociedade mineradora escravista nos séculos XVIII e XIX, bem como os processos históricos de conquista e cativeiro das nações indígenas. Guerras com as nações indígenas pela conquista do território e outras relações sociais são amplamente descritas. O livro explora o conceito de Fronteira como uma importante chave interpretativa das relações entre sociedade e natureza no Brasil Central.