Superando a dependência química: um relato de experiência de uma ação social desenvolvida por acadêmicos de medicina

  • Anderson Cândido Costa Silva
  • Gabriela Pereira Duarte
  • Jéssica Sena Melo
  • Karla Karoline Pitanga
  • Karinne Andressa Silva
  • Maria Paula Borges Rodrigues
  • Leandro Nascimento da Silva Rodrigues

Resumo

RESUMO: A dependência química, segundo a Organização Mundial de Saúde, é definida como um transtorno da função cerebral ocasionado pela ingestão de substâncias psicoativas, sendo a existência de um conjunto de sintomas comportamentais, fisiológicos e cognitivos que define a adicção. Dessa forma, objetivou-se relatar a experiência de uma ação extensionista realizada por acadêmicos do 4º período do curso de medicina do Centro Universitário de Anápolis – UniEVANGÉLICA em uma comunidade terapêutica de dependentes químicos intitulada “Casa de Recuperação Esquadrão Resgate”. A atividade evidenciou, sobretudo, os transtornos psicológicos, comportamentais e cognitivos enfrentados pelos internos que, naquele momento, enfrentavam a adicção por substâncias psicoativas além do estigma social por trás da dependência química, principalmente no que diz respeito ao despreparo dos profissionais de saúde em oferecer qualidade de atendimento a esse perfil de paciente. Ademais, o método terapêutico empregado pelo Esquadrão Resgate, caracterizado pelo estímulo a cultivo de novos hábitos, como o artesanato e a espiritualidade, ratifica a importância de intervenções comportamentais preconizadas pela neurociência no tratamento à dependência química. Por fim, conclui-se a pertinência da inclusão do tema para a formação acadêmica a fim de promover qualificação de atendimento além da relevância de inclusão de terapias comportamentais na gama de tratamentos à dependência química.
Publicado
2020-06-23
Seção
RESUMOS - Educação em Saúde