O Paciente Expert e a Prática Médica na Nova Era da Informação

  • Fernanda Folgosi
  • Amanda Malheiros
  • Ana Júlia Martins Lauck
  • Eduarda Almeida Dutra da Conceição
  • Júlia Faria Reis
  • Constanza Thaise Xavier Silva

Resumo

RESUMO: Atualmente, diante de um notável avanço e desenvolvimento da internet e de todas as informações que ela traz consigo, tornou-se evidente a influência que ela teve sob o cotidiano da sociedade, o que também inclui a relação médico-paciente. Nela, esta influência se mostrou tanto positiva quanto negativa em inúmeros aspectos dessa relação e para ambos os seus lados, tanto de quem presta o serviço, quanto de quem o recebe. Desse modo, este estudo objetiva descrever as principais influências observadas nos novos tempos de pacientes informados pela internet na consulta médica. Trata-se de uma revisão de literatura do tipo integrativa que utilizou os bancos de dados: US National Library of Medicine (PubMed), Biblioteca Virtual em Saúde (BVS) e Google Acadêmico. Foram utilizados 20 artigos científicos, nas línguas inglesa e portuguesa, entre os anos de 2015 e 2020, com exceção de três artigos dos anos de 2010, 2013 e 2014, devidoà grande relevância e afinidade ao tema apresentadas para o trabalho. Obtiveram-se, como resultado, os 5 principais pontos das influências exercidas pela internet na relação médico-paciente, sendo elas: influências positivas versus negativas; riscos oferecidos por sites não confiáveis e os motivos que levam os pacientes a pesquisarem online; mudanças observadas na relação de confiança médico-paciente; empoderamento do paciente; mudanças de atitudes/pensamentos após a pesquisa online. Por fim, conclui-se que inúmeras influências foram evidenciadas, fator de grande importância para tal relação, uma vez que tanto médico quanto paciente devem trabalhar para se adequar à elas da melhor forma possível, buscando sempre um ambiente saudável e produtivo em que ambos possam entrar em concordância acerca das condutas clínicas a serem tomadas. Logo, essas influências devem ser pontuadas e analisadas em prol de se detectar as negativase aperfeiçoá-las e de se explorar as positivas a favor da relação médico-paciente.
Publicado
2020-06-23
Seção
RESUMOS - Educação em Saúde