Perfil clínico-epidemiológico da dengue no município de Anápolis-Goiás entre os anos de 2016 a 2020

  • Bruna Mendonça Silva
  • Camila Beraldo Negreiros
  • Larissa Schults Teixeira
  • Mariana Santos Mota
  • Núrya Patielly Teixeira Oliveira
  • Constanza Thaise Xavier Silva

Resumo

RESUMO: A dengue é uma doença viral transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, que é umapreocupação mundial devido ao aumento de casos não só no Brasil, como no mundo e à suagravidade. É uma doença de notificação compulsória que varia desde sintomas parecidoscom os de uma gripe, como febre, mialgias e cefaleia, e podendo levar até a morte, por afetara volemia e sistemas como o nervoso. É predominante em climas tropicais e sua incidência érelacionada com a dispersão do mosquito, o aumento da urbanização e a ineficiência da vigilância do vetor. Seu diagnóstico é feito por exames laboratoriais, que podem apresentar leucopenia, reação em cadeia de polimerase – proteína C reativa (PCR) e ensaio de imunoabsorção enzimática (ELISA). Diante disso, o objetivo do trabalho é descrever o perfil clínico-epidemiológico da dengue em Anápolis – Goiás entre os anos 2016 e 2020. Trata-se de um estudoobservacional e transversal que visa analisar o perfil dessa doença a partir dos dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN) durante o período de 2016 a 2020. Apopulação de estudo será avaliada tanto por características sociodemográficas, quanto variáveis clínicas como sinais clínicos, doenças pré existentes, hospitalização, sinais de alarme egravidade. Além disso, serão analisadas as situações de encerramento descritas no SINAN. Opresente trabalho espera identificar fatores de risco para dengue, suas características clínicasepidemiológicas, as possíveis causas para a grande incidência no município de Anápolis e aconduta do serviço da saúde pública.
Publicado
2020-06-22
Seção
RESUMOS - Medicina Preventiva