Análise dos fatores de risco de acidente vascular encefálico em adultos jovens

  • Carolina Rosa Mancine Centro Universitário de Anápolis - UniEVANGÉLICA
  • Gustavo Martins da Silva Centro Universitário de Anápolis - UniEVANGÉLICA
  • Isadora Borges Magalhães Centro Universitário de Anápolis - UniEVANGÉLICA
  • Juliana Roque de Souza Araújo Centro Universitário de Anápolis - UniEVANGÉLICA
  • Natália Diniz Simonini Centro Universitário de Anápolis - UniEVANGÉLICA
  • Ridania Vieira Tavares Centro Universitário de Anápolis - UniEVANGÉLICA
  • Andreia Moreira da Silva Santos Centro Universitário de Anápolis - UniEVANGÉLICA
Palavras-chave: Acidente Vascular Encefálico, Acidente Vascular Cerebral, Fatores De Risco, Adultos Jovens

Resumo

O Acidente Vascular Cerebral (AVC) ou Acidente Vascular Encefálico (AVE), também chamado popularmente de "Derrame cerebral", é uma patologia que ocorre quando há aporte inadequado de sangue à área vascular do encéfalo. Essa patologia pode ser classificada como AVC isquêmico, AVC isquêmico transitório ou AVC hemorrágico. Muitos são os fatores de risco que podem levar ao AVC, entre eles estão hábitos de vida e doenças preexistentes. Os fatores de risco associados aos casos de AVC em adultos jovens serão analisados nesse estudo. Trata-se de uma mini- revisão da literatura, a partir da seleção de artigos nas plataformas Pubmed, Scopus e Biblioteca Virtual em Saúde (BVS) utilizando os descritores “stroke”; “risk factores” e “adult young”. Essa análise é indispensável para se prevenir a ocorrência da patologia em uma idade ainda jovem. O AVC, além de ser responsável por várias mortes no país e no mundo, também pode levar à incapacidades físicas e mentais. O conhecimento aprofundado dos fatores de risco também é fundamental para o tratamento adequado dos indivíduos já acometidos pela patologia.

Referências

FURLAN N.E., et al. Association between blood pressure and acute phase stroke case fatality rate: a prospective cohort study. Arq. Neuro-Psiquiatria, v. 76, n. 7, p. 436-443, 2018.

GEORGE M.G.; TONG X.; BOWMAN B.A. Prevalence of Cardiovascular Risk Factors and Strokes in Younger Adults. JAMA Neurol, v. 76, n. 6, p. 695-703, 2017.

HANNERZ H., et al. Long working hours and stroke among employees in the general workforce of Denmark. Scan J Public Health, v. 46, n. 3, p. 368-374, 2018.

LASEK-BAL A., et al. Risk factor profile in patients with stroke at a young age. Neurol Res, v. 40, n. 7, p. 593-599, 2018.

SCHNEIDER S., et al. Risk Factors and Etiology of Young Ischemic Stroke Patients in Estonia. StrokeResearchandTreatment, p. 1-7, 2017.

VICENTE V.S., et al. Prevalência de excesso de peso em pacientes com acidente vascular cerebral em cinco cidades brasileiras. Arq. Neuro-Psiquiatria, v. 76, n. 6, p. 367-372, 2018.

YU L., et al. Sedentary behavior and the risk of cardiac- cerebral vascular diseases in southern China. Medicina (Baltimore), v. 97, n. 44, p. 1-8, 2018.

GOEGGEL S.B., et al. Risk factors, a etiology and outcome of ischemic stroke in young adults: the Swiss Young Stroke Study (SYSS). J Neurol, v. 262, n. 9, p. 2025–2032, 2015.

OLIVEIRA C.M.; ANDRADE F.A. Acidente Vascular Cerebral. Revista Brasileira de Hipertensão, v. 8, n. 3, p. 280-290, 2001.
Publicado
2019-07-01