ESTUDO CLÍNICO: EFETIVIDADE DE UM GRUPO PARA CESSAÇÃO DE TABAGISMO EM UMA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE NO MUNICÍPIO DE ANÁPOLIS-GO

  • Daniela Guimarães de Siqueira UniEvangélica
  • Patrícia Gonçalves Evangelista Universidade Federal de Goiás

Resumo

Introdução: O tabagismo é reconhecidamente um importante problema de saúde pública. Considerado um dos principais fatores de risco para as doenças crônicas não transmissíveis, o fumo é responsável também por importantes gastos com internações, medicamentos e diminuição de produtividade. Frente a essa realidade, o Ministério da Saúde, juntamente com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), lançou em 1986 o Programa Nacional de Controle do Tabagismo (PNCT). Para se alcançar esses objetivos é previsto que sejam promovidas ações de educação e informação, tratamento para a cessação do tabagismo em unidades do SUS. Considerando-se que a Atenção Primária à Saúde se constitui como a principal porta de entrada da Rede de Atenção à Saúde, é imprescindível o envolvimento dessas instituições nas ações de controle do tabagismo. Objetivo: Avaliar a efetividade de um grupo de cessação de tabagismo implantado em uma unidade básica de saúde no município de Anápolis – GO. Metodologia: Estudo experimental, prospectivo, sobre o efeito de uma intervenção (grupo de cessação do tabagismo) em uma população no município de Anápolis-GO. Resultados: Após analisado os dados, verificou-se um índice de 60% de pacientes abstinentes do tabagismo após 12 meses do final do tratamento. Conclusão: Conclui-se com esta pesquisa que a Atenção Básica à Saúde tem um papel fundamental em ações de incentivo à cessação do tabagismo. Espera-se, com esse estudo, incentivar os profissionais da Atenção Primária a implantarem em suas Unidades o Programa de Cessação de Tabagismo, visando resultados importantes para promover impacto positivo na saúde da população.

Biografia do Autor

Patrícia Gonçalves Evangelista, Universidade Federal de Goiás
Doutoranda em Ciências da Saúde da UFG
Publicado
2021-11-16