ANÁLISE DA GERMINAÇÃO DE AROEIRA-PRETA (Myracrodruon urundeuva All.) SUBMETIDA A DIFERENTES TRATAMENTOS DE QUEBRA DE DORMÊNCIA.

  • Flávio Henrique Ferreira Gomes
  • Luiz Cesar Lopes Filho
  • Felipe Bueno Alves
  • Ana Paula Jorge

Resumo

O         trabalho teve por objetivo avaliar a influência de 6 tratamentos de quebra de dormência de sementes de Myracrodruon urundeuva All. determinando o índice germinativo.. As sementes foram submetidas a seis tipos de tratamentos experimentais, sendo: T1-Controle; T2-Imersão em água a temperatura ambiente (5 min); T3-Imersão em água à 70° C (5 min); T4-Imersão em água à 95° C (5 min); T5-Imersão em Hipoclorito de sódio à 1% (5 min); T6-Imersão em Ácido sulfúrico (15 min), em seguida condicionadas em casa de vegetação com sombrite 50 %. As sementes estiveram semeadas em tubetes com volume 240 cm³ e substrato, sendo mistura de areia e carvão vegetal na proporção de 8:2, cada tratamento conteve 25 sementes. As sementes foram irrigadas diariamente, pela manhã e ao final da tarde. O delineamento experimental utilizado foi em blocos ao acaso (DBC) com 4 repetições.O parâmetro avaliado foi o de índice germinativo e as médias comparadas pelo teste de Tukey. Os resultados dos tratamentos envolvendo embebição em água a 70 °C e 95 °C e ácido sulfúrico não foram satisfatórios. Constatou-se que houve diferença significativa somente para o tratamento com hipoclorito de sódio (1 %), entretanto não foi possível avaliar qual tratamento seria melhor para superação de dormência de sementes de Myracrodruon urundeuva All.  já que os valores dos índices germinativos (%IG) foram insignificantes.

Referências

ABREU, D. C. A.; MEDEIROS, A. C. S. Instruções para Testes de Germinação de Sementes Florestais Nativas da Mata Atlântica. Colombo: Embrapa Florestas. Paraná, dezembro, 2005 (Embrapa Florestas. Comunicado técnico, 151) ISSN 1517-5030.
ALBUQUERQUE, K. S.; GUIMARÃES, R. M.; ALMEIDA, Í. F.; CLEMENTE, A. C. S.; Métodos para a superação da dormência em sementes de Sucupira-preta (bowdichia virgilioides kunth.). Ciênc. agrotec., Lavras, v. 31, n. 6, p. 1716-1721, nov./dez., 2007.
BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Regras para análise de sementes. Secretaria de Defesa Agropecuária. Brasília: Mapa/ACS, 2009. 399 p.
CARVALHO, N. M.; NAKAGAWA, J. Sementes: Ciência, Tecnologia e Produção. 4° ed. Jaboticabal: Funep, 2000.588 p.
CAUM, C.; OLIVEIRA, J. S.; KOCK, K. B.; MARCATI, C. R.. Anatomia macroscópica do lenho de 25 espécies do cerrado paulista. In: XXI Congresso de Iniciação Científica da UNESP, 2009, São José do Rio Preto. CD-ROM do XXI Congresso de Iniciação Científica da UNESP, 2009.
DORNELES, M. C.; RANAL, M. A.; SANTANA, D. G.; Germinação de diásporos recém-colhidos de Myracrodruon urundeuva Allemão (Anacardiaceae) ocorrente no cerrado do Brasil Central. Revista Brasil. Bot., V.28, n.2, p.399-408, abr.-jun. 2005.
FOWLER, J. A. P.; BIANCHETTI, A.; Dormência em Sementes Florestais. Colombo: Embrapa Florestas, 2000. 27p. (Embrapa Florestas.Documentos, 40).
GUEDES, R.S.; ALVES, E. U.; GONÇALVES, E. P.; COLARES, P. N. Q.; MEDEIROS, M. S.; SILVA, K. B.; Tratamentos pré-germinativos em sementes de Myracrodruon urundeuva Freire Allemão. Revista Árvore, Viçosa-MG, v.33, n.6, p997-1003, 2009.
GUIMARÃES, M. C.; MATSUMOTO, S. N.; VIANA, A. E. S.; ARAÚJO, G. S.; SANTOS, M F. ; CÉSAR, F. C. F.; BONFIM, J. A.; JESUS, A. J. Desenvolvimento de mudas de aroeira (Myracrodruon urundeuva Fr. All.) sob condições de diferentes sombreamentos, no município de Vitória da Conquista, BA. Revista Brasileira de Agroecologia/out. 2007 Vol.2 No. 2.
GUSMÃO, E.; VIEIRA, F. A.; JUNIOR, É. M. F.; Biometria de Frutos e Endocarpos de Murici. Cerne, Lavras, v. 12, n.1, p.84-91, jan./mar 2006.
LIMA JUNIOR, M. J.V. ed. Manual de Procedimentos para Análise de Sementes Florestais. UFAM - Manaus-Amazonas, Brasil, 2010. 146p
LORENZI, H.; Árvores Brasileiras: Manual de Identificação e Cultivo de Plantas Arbóreas Nativas do Brasil. Nova Odessa: Plantarum, 1992. 360p.
MMA - Ministério do Meio Ambiente. Lista Oficial das Espécies da Flora Brasileira Ameaçadas de Extinção. Fundação Biodiversistas, 2008. Disponível em: http://www.mma.gov.br/estruturas/ascom_boletins/_arquivos/83_19092008034949.pdf. Acessado em: 06 de maio de 2011.
NASSIF, S. M. L.; VIEIRA, I. G.; FERNANDES, G. D.; Fatores externos (ambientais) que influenciam na germinação de sementes. Instituto de Pesquisa e Estudos Florestais. Piracicaba, 1998. Disponível em http://www.ipef.br/tecsementes/germinacao.asp. Acessado em : 06 de maio de 2011
NUNES, Y. R. F.; FAGUNDES, M.; ALMEIDA, H. S.; VELOSO, M. D. M. Aspectos ecológicos da aroeira (Myracrodruon urundeuva Allemão – Anacardiaceae): fenologia e germinação de sementes. R. Árvore, Viçosa-MG, v.32, n.2, p.233-243, 2008.
RODRIGUES, A. P. D. C.; KOHI, M. C.; PEDRINHO, D. R.; ARIAS, E. R. A.; FAVERO, S. Tratamentos para superar a dormência de sementes de Acacia mangium Willd. Acta Scientiarum Agronomy, v.30, n.2, p.279-283, 2008.
SILVA, J. S.; DIAS, U. N. S.; CAMPELO, M. J.; SIQUEIRA FILHO, J. A. Influência de tratamentos pré-germinativos na produção de mudas de myracrodruon urundeuva allem. (anacardiaceae): uma espécie vulnerável à extinção. In: XXII CONGRESSO NORDESTINHO DE ECOLOGIA, 2009, GRAVATÁ-PE. ANAIS XXII CONGRESSO NORDESTINO DE ECOLOGIA, 2009. Disponível em: http://www.univasf.edu.br/~crad/arquivos/resumos/resumo_7.pdf. Acessado em: 10 de novembro de 2011.
SMIDERLE, O. J.; SOUSA, R. C. P. Dormência em sementes de paricarana (Bowdichia virgilioides Kunth -Fabaceae - Papilionoideae). Revista Brasileira de Sementes, v.25, n.1, p.72-75, 2003.
VIDAL, W.N. VIDAL, M.R.R. Botânica Organografia. 4° ed. rev. ampl. Viçosa: Editora UFV, 2006. 124 p.
VIEIRA, I. G.; FERNANDES, G. D.; Método de Quebra de Dormência de Sementes. Instituto de Pesquisa e Estudos Florestais. Piracicaba, 1997. Disponível em: http://www.ipef.br/tecsementes/dormencia.asp. Acessado em: 06 de maio de 2011.
Publicado
2015-12-18